5 dicas para sair da inércia

Talvez você pense que 2015 está passando muito depressa e que não conseguiu alcançar os resultados que gostaria. Se está se sentindo assim, não está sozinho. Várias pessoas têm reclamado sobre a dificuldade em alcançar suas metas. Quer mudar essa sensação?

1) Busque algo que te dê prazer. Uma atividade que, preferencialmente, faça você sentir vontade de se movimentar. Comece, inicie, dê o primeiro passo.
2) Faça contatos. Converse com outras pessoas, ouça seus sentimentos, revele-se e deixe fluir uma conversa prazerosa.
3) Coloque um objeto novo em seu local de trabalho. Pode ser um vaso de flores, um porta-retrato com foto de pessoas queridas ou até mesmo de você em um momento especial.
4) Se tem um assunto pendente que precisa resolver, crie coragem, pense em uma estratégia e resolva. Liberte-se de prisões mentais.
5) Organize suas prioridades e lembre-se de manter na sua vida o que te dá prazer, as boas conversas, o novo, e a liberação do que te faz mal.

Caso ache oportuno, faça Coaching e amplie suas possibilidades. Você pode ter iniciado o ano desestimulado, sem um plano de ação claro, mas pode encerrá-lo com resultados positivos e muita satisfação pessoal e profissional.

Um comentário sobre “5 dicas para sair da inércia

  • Agora que estou aposentado há vários anos eu gostaria fazer tudo o que não fiz quando eu era jovem! Impossível! Então eu tive que fazer uma escolha. Tocar o meu violão, ajudar um meu querido amigo a resolver problemas técnicos, estudando de novo física e matemática, tentar fazendo composição musical, pintar com várias técnicas, e sobretudo cuidar as minhas netinhas, fazer aulas de voluntariado na universidade da terceira idade e estudar idiomas estrangeiros. Não quero morrer engenheiro e prefiro experimentar outro na vida que está sempre menos longe. Tudo isso sem esquecer-me que a coisa mais importante é o Amor familiar e cultivar os meu queridos amigos.
    Adriana tem ração e as pessoas que leiam o seu maravilhoso Blog deveriam seguir os conselhos dela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *