Difuzi promove evento de moda consciente em Brasília

Após o acidente ocorrido no Rana Plaza Shopping, em Bangladesh, em 2013, o qual estimulou a criação do movimento Fashion Revolution, várias organizações se dedicam para tornar a indústria da moda mais ética e sustentável.

Até recentemente, a indústria da moda se baseou no modelo de produção de economia linear do século XX. Nesse modelo, o processo começa com a extração e uso dos recursos; passa pela produção e consumo e termina no descarte dos resíduos.  Na economia circular, a proposta é diferente. Desde o início, durante a fase de planejamento, os recursos são projetados  para serem  reciclados ou reutilizados. Além da Fashion Revolution Week, vários eventos têm acontecido, internacionalmente, como o Copenhagen Fashion Summit, o Circular Transition, entre outros,  a fim de estimular a mudança de mindset da indústria da moda e um olhar mais consciente sobre ética social e sustentabilidade.

O conceito de economia circular está redesenhando a indústria da moda e traz uma proposta inovadora para recuperação da água, dos resíduos, uso de energia limpa, redução de produtos químicos e cuidado com os recursos, sabendo que são bens limitados.

Sabe-se que qualquer processo de mudança é lento, mas em 2010, foi criada a Ellen MacArthur Foundation (=Fundação Ellen MacArthur). A Fundação nasceu com o objetivo de acelerar a transição para uma economia circular e impulsionar a colaboração entre os líderes do segmento e desenvolver uma economia têxtil adequada ao século XXI.

São várias as empresas do setor que já investem na Moda Circular. Aumentou nos últimos anos o número de empresas que atuam com brechós, armários compartilhados, aluguel de roupas e customização (upclycling). Fernanda Dias, estilista da marca Difuzi, é uma das pioneiras na atuação com esse processo em Brasília. Ela recebe roupas das clientes que são vendidas em sua loja, e geram créditos para compra tanto de roupas novas que ela mesma confecciona como de roupas usadas, mas bem conservadas.

No último sábado, ela organizou um desfile intimista, na sua própria residência no Lago Sul. Em torno da piscina, as modelos desfilaram e os looks de sua própria coleção e aqueles da “moda circular” puderam ser aplaudidos pelo público seleto.

As modelos eram clientes e profissionais que apoiam esse trabalho e fiz questão de participar em mais uma iniciativa que promove a moda sustentável. Assim apresentamos ao público leigo uma nova proposta de consumo consciente.

Share

1 ideia sobre “Difuzi promove evento de moda consciente em Brasília

  • Adriana Lombardo foi uma de minhas seletas convidadas para este desfile pra lá de especial, por saber o quão engajada e antenada é, neste assunto de sustentabilidade, moda e empreendedorismo, que a torna uma profissional tão competente e respeitada como master Coach!! Obrigada pela contribuição Adriana Lombardo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

العربيةEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語Basa JawaPortuguêsРусскийEspañol