Como atingir uma performance elevada?

Quando crianças, ouvimos muitas vezes nossos pais falarem sobre o capetinha e o anjinho que tentam nos orientar para o caminho do mal ou do bem. Os anos se passam e tendemos a acreditar que isso foi apenas mais um conto dos nossos pais e que não há nada de real nessa afirmação.

Anos atrás, fiz um curso de Coaching que mostrou o efeito científico dessa afirmação, porém com nomes bem americanizados como self 1 e self 2, no lugar do capetinha e do anjinho.

Você costuma criticar-se e julgar-se?

De onde essa voz vem?

No meu curso “The Inner Game for Leaders”, o professor nos relatou que se os jogadores de tênis conseguissem abandonar as interferências do self 1, eles teriam melhores resultados no jogo. O experimento funcionou com os alunos de Tim e, por isso, ele o levou para o ambiente corporativo.

Atualmente, no meu curso Mindset de Sucesso ou nos meus atendimentos de Coaching Executivo, gosto de apresentar a fórmula que aprendi com o Tim – P=p – i (Performance=potencial menos interferências) e ajudar os meus clientes a buscar o foco no aprendizado, no prazer de jogar, ao invés de ter tanto medo de falhar. “O jogo interior ocorre dentro da mente do jogador e é jogado contra obstáculos como o medo, insegurança, lapsos de foco, e os conceitos de limitação ou suposições”.

Se conseguirmos ser menos julgadores, menos críticos de nós mesmos, e nos apoiarmos mais para desenvolvermos nossas competências sem tanto sofrimento, mas por uma observação consciente, os resultados melhoram visivelmente e a cada dia, com mais leveza e menos pressão.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

العربيةEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語Basa JawaPortuguêsРусскийEspañol