Exercício físico e depressão

Top 10 Unexpected Health Benefits of Yoga | Shape

Várias pesquisas, inclusive da Harvard, sugerem que exercícios físicos praticados com regularidade são essenciais no tratamento da depressão, de forma natural. Isso acontece porque a prática esportiva pode aumentar o nível de serotonina cerebral, um neurotransmissor envolvido na regulação do humor, do sono, do apetite, da libido, e outras funções. Nos casos mais severos, a prática pode ser combinada com medicamentos, mas ainda assim ser benéfica para uma atuação sistêmica no organismo.

Como um coach pode ajudar

Um mentor ou coach experiente é capaz de perceber quando o seu cliente está passando por uma fase de estresse, um burnout ou entrando em depressão. Ele também é capaz de apoiar o seu cliente de diversas maneiras. Citarei algumas:

1) É importante que o coach tenha consigo uma lista de profissionais competentes, referências nessa área e que possa indicar para o seu cliente, como psiquiatras e psicólogos. Ele também pode indicar nutricionistas que atuam principalmente com doenças mentais e sabem recomendar uma dieta antiinflamatória.

2) O deprimido tem dificuldade em se levantar da cama, e se automotivar. Essa condição torna dificil que ele atinja a meta de praticar atividades físicas. Nesse caso, as ferramentas de Coaching podem ser úteis, principalmente o alinhamento dos três cérebros por meio do mBraining.

3) A partir do momento que a pessoa nessa condição inicia a prática do exercício físico é importante que o coach o ajude a se manter motivado. A doença pode afetar o planejamento e a gestão do tempo. Desse modo, o profissional precisa apoiar o cliente tanto a identificar o que ele gostaria de fazer como a desenhar um plano de exercícios viáveis, como por exemplo uma caminhada de quinze minutos na esteira ou uma yoga de dez minutos acompanhada pelo Youtube. É preciso ser simples, racional e com metas realistas. Aos poucos, o próprio cliente começa a buscar os seus desafios. Se o cliente não estiver praticando os exercícios é importante que o coach renegocie com o coachee e veja o que ele é capaz de fazer nesse sentido.

4) As reuniões entre coach e coachee ou entre mentor e mentorado devem ter uma atmosfera relaxada, de empatia e bom humor. O coach precisa ajudar o coachee a se expressar, ainda que em poucas palavras, e instigá-lo a responder as perguntas essenciais ao processo de autoconhecimento.

5) É importante que o coach celebre junto com o cliente as suas conquistas. Ele pode também ajudar o coachee a pensar em amigos ou familiares com quem ele quer conversar e comentar sobre os seus avanços. Ajudar o cliente a falar com outras pessoas é importante para o seu desenvolvimento mental e recuperação da autoestima.

Exercícios recomendados para quem tem depressão

Não existe o melhor exercício físico para quem está em depressão. O mais importante é que a pessoa comece a se colocar em movimento. Se ela gosta de dançar, o melhor será a dança; pois sentirá mais prazer na atividade. No entanto, as atividades realizadas ao ar-livre no início da manhã são ainda mais benéficas, porque dão mais energia para que o profissional consiga realizar outras tarefas sejam do seu trabalho ou até mesmo da vida em família.

Gostou do conteúdo? Deixe seu comentário e/ou compartilhe com os seus amigos nas redes sociais. Alguém pode estar precisando dessa informação, mas se sente contrangido em procurar.

Leia também:

Exercise is as effective as antidepressants in some cases, Harvard.

Exercise for depression, NHS

Physical exercise improves quality of life, depressive symptoms, and cognition across chronic brain disorders: a transdiagnostic systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials,, Journal of Neurology

mBraining no tratamento da depressão

Como lidar com o estresse e a ansiedade?

15 alimentos amigos da sua mente

Um novo olhar sobre a depressão

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

العربيةEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語Basa JawaPortuguêsРусскийEspañol