Pais pelo Mundo

Querendo homenagear todos os pais e aproveitando a “volta ao mundo” das notas musicais deste mês, pedi para Daniela Baí, estudante de administração de empresas, para “entrevistar” seu pai, militar de carreira que levou a família para várias cidades no Brasil e foi para outros países no exterior. Daniela devia obter respostas às seguintes perguntas: “Seu pai gostou de trabalhar pelo mundo? Como foi que isso aconteceu? E como você reagiu a tantas mudanças?”. Eis a resposta de Daniela:

“Meu pai, respondendo a essas perguntas, lembrou sua infância. Os pais dele não tinham uma boa condição financeira, mas, apesar disso, tentaram colocar cada filho em uma escola nobre de Porto Alegre. Ele, entretanto, preferiu entrar no colégio militar (CM), já que o pai dele também era militar e havia facilidades para tal. Suas irmãs que foram para colégios nobres, ao terminar os estudos não souberam aproveitar a oportunidade e não buscaram uma profissão que condizesse com o esforço de meu avô. Meu pai, ao contrário, passou na prova para ser militar que era oferecida aos melhores alunos do CM, aproveitando, assim, a oportunidade recebida.

Quanto ao meu pai se mudar muito, eu aprendi a tirar proveito dessa condição e a sempre esperar de braços abertos novos desafios, oportunidades e amizades que a mudança de cidade pode oferecer. Sempre ficam a saudade e a vontade de voltar para o lugar de origem, porém, acima de tudo, aprende-se a pensar positivo e enxergar as oportunidades“.

Share

Um comentário sobre “Pais pelo Mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *