Impressões express sobre Belém do Pará

Estátua do poeta Rui Barata, no Parque da Residência

Passando por Belém com pressa e uma agenda infindável de reuniões, ainda é possível dar algumas paradas para almoçar e/ou jantar em lugares especiais, apreciar a beleza da região e aprender um pouco sobre sua cultura.

No local onde foi a antiga residência oficial do governador Magalhães Barata, hoje, abriga o restaurante Restô do Parque, com saboroso buffet paraense à quilo, paredes envidraçadas e vista para o jardim do Parque da Residência. A sobremesa pode ser degustada ao ar livre em um vagão sorveteria, que infelizmente, quando passei por lá, estava em reforma.

A Estação das Docas, complexo turístico e cultural, é uma opção que congrega gastronomia, moda e eventos culturais. O ambiente propicia o contato com a natureza e a vista do rio Guamá, onde circulam barcos para passeio repletos de atrações turísticas. Para os apreciadores de cerveja, na Estação das Docas é possível provar sabores diferenciados, como a cerveja com bacuri – uma espécie tipicamente regional – e se quiser combinar com as delícias regionais, o tira-gosto bolinho de pato com tucupi é altamente recomendado. O local também abriga uma das sorveterias mais famosas da cidade, a Cairu, e um dos sorvetes mais procurados é o paraense, mistura de açaí, um fruto típico local, e tapioca.

Os paraenses mantêm sua autenticidade cultural, valorizam os frutos locais e têm se desenvolvido economicamente por meio de um empreendedorismo sustentável. O açaí que é utilizado na gastronomia também é utilizado pela indústria da moda, que criou as biojóias, bijuterias feitas a partir de sementes. As essências amazônicas também já foram descobertas por empresas de cosméticos brasileiras e estrangeiras, e tendo em vista que a tendência por produtos naturais é crescer, parece que o Pará não vai parar, mas deslanchar rumo a um futuro econômico promissor; até porque a região já percebe a importância do progresso, sem se descuidar das questões socioambientais.

Share

2 comentários sobre “Impressões express sobre Belém do Pará

  • Querida
    V/c sabe que a minha alma é paraense. Nasci na divisa do Pará, no bico do papagaio, e os meus costumes é todo da Amazônia Legal… Cresci saboreando os pratos e frutas típicas da região, e ainda curtindo as praias do Araguaia e Tocantins. Maior parte da minha família mora em Belém.
    Lá é o lugar que quando chego retorno às minhas raízes.
    Queria estar mais vezes, mas também muito de mim está aqui em Brasília onde aprendi a gostar desta cidade criticada por alguns mais querida por muitos, como eu.
    Foi bom v/c conhecer melhor . Um dia iremos juntas, quem sabe?

    • Fico feliz que o post tenha lhe gerado um retorno ao passado e te feito pensar sobre suas raízes, muito embora esteja bem em Brasília. Eu saí de Belém com vontade de retornar, então é bem provável que façamos essa viagem juntas qualquer dia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *