Bitcoin e sustentabilidade

A preocupação com a produtividade e lucratividade nas empresas não é algo novo. No entanto, cada vez mais vem-se falando mais sobre as questões ambientais e a importância de uma sustentabilidade que não seja apenas financeira, mas que englobe o meio-ambiente, e, portanto não prejudique o planeta no curto, médio ou longo-prazo.

O Bitcoin é uma criptomoeda gerada através da mineração, processo que gera a moeda a partir de diversos cálculos feitos por uma rede de computadores, verificando transações efetuadas por pessoas que enviam ou recebem bitcoins. Pesquisadores da Universidade de Cambridge afirmam que esses processos consomem cerca de 121,36 terawatt-horas (TWh) por ano. Esse total deixaria o Bitcoin em décimo lugar em consumo de energia, caso fosse um país.

Por que a Tesla não aceita mais o Bitcoin como pagamento de carros?

Como expliquei no meu post A importância do ESG nas empresas, as questões relacionadas a esse tema ganham cada vez mais importância nas grandes empresas. De acordo com analistas de mercado, a Tesla, por ser uma multinacional com foco em energias renováveis; quer atuar melhor na parte ambiental dos critérios ESG, embora o CEO Elon Musk seja um grande entusiasta das criptomoedas.

Bitcoins consomem energia de forma intensa que depende da eletricidade gerada por combustíveis fósseis, principalmente carvão, o que preocupa Musk. Isso se dá pelo fato que as transações são efetuadas por uma grande rede de computadores. Para David Gerard, autor de um livro sobre o Bitcoin, uma solução seria cobrar taxas de carbono sobre as criptomoedas, “Bitcoins são literalmente anti-eficientes. Não adianta ter hardwares mais eficientes para a mineração. Eles só estarão competindo com outros hardwares eficientes. Isso significa que o uso energético do Bitcoin e sua produção de CO2 só crescem. É muito ruim que toda essa energia seja literalmente desperdiçada em uma loteria.” Por outro lado, apoiadores do Bitcoin acreditam que o sistema financeiro atual, com milhões de trabalhadores e computadores em escritórios com ar-condicionado, também consome bastante energia elétrica, muitas vezes produzida a partir de combustíveis fósseis.

Pode ser difícil opinar sem entender muito sobre o que é o Bitcoin. A partir dessa demanda no meu Instagram, gravei e publiquei o vídeo abaixo, o qual te fornece mais embasamento para refletir sobre essa criptomoeda e sua relação com a sustentabilidade.

Share

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

العربيةEnglishFrançaisDeutschItaliano日本語Basa JawaPortuguêsРусскийEspañol