Valparaíso: uma poesia sem pretensão

Valparaíso é bela, charmosa, envolvente, cativante. Uma cidade à beira-mar com casas coloridas, sem pretensão de ser qualquer coisa. Ela, simples como é, vai te levando aos poucos para novas ruelas, para outras descobertas e surpresas. O ponto mais alto de suas histórias está na rua Ferrari, onde um portão mantém guardada, discretamente, uma das casas de Pablo Neruda, que de discreta não tem nada e que aliás é indiscreta e indescritível.

La Sebastiana, uma casa que sem qualquer som, já é própria poesia, já é inspiração para cada um de nós que almeja conquistar novos sonhos e ser a pessoa que temos potencial para ser, mas escondemos até de nós mesmos.

Share

Um comentário sobre “Valparaíso: uma poesia sem pretensão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *