Menos ego é mais…qualidade de vida!

Os relacionamentos interpessoais nos exigem habilidades que nem sempre temos ou percebemos a importância de conquistar. Fala-se muito que “ser feliz é melhor que ter razão”, mas pela quantidade de conflitos que nos deparamos, em tantos lugares: casa, escritório, supermercado, trânsito, etc., parece que as pessoas não estão muito dispostas a ceder em prol da felicidade.

O ato de abdicar de um desejo para que outro o alcance pode ser uma questão de elegância e fluir naturalmente, mas o orgulho pode ganhar o jogo. Não há racionalidade nesse processo, tendo em vista que, na maioria das vezes, o tempo gasto na disputa é maior do que o tempo para (re) conquistar aquilo que se “perdeu”, inclusive a paz interior.

Uma boa maneira de ganhar o jogo é identificar quem realmente faz parte dele. É uma questão essencial? Você está perseguindo valores importantes? É só um conflito motivado pelo orgulho, vaidade e irracionalidade? Se você perceber que quem está na briga são dois ou mais egos não adianta inflá-los, porque todos sairão perdendo. Ainda que entrar na disputa possa parecer irresistível, deixe ganhar sua saúde, seu tempo, bom senso e auto-respeito.

Se quiser, veja um exemplo simpático na animação “The Bridge” (=A Ponte), de Ting Chian Tey.

Leia também:

É possível ter satisfação no emprego?
Homenagem às figuras maternas na vida de nossas eternas crianças.
Você sabe driblar suas crenças limitadoras no ambiente de trabalho?

Share

Um comentário sobre “Menos ego é mais…qualidade de vida!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *