Você quer liderar uma equipe de gigantes?

Se você é um líder, certamente, já reparou que na sua equipe algumas pessoas possuem um “algo mais” com o qual se destacam diante de uma ação específica ou de um conjunto de atividades. Esse “algo mais” ou “aquele tchan” é algo intangível ou difícil de medir, mas que torna as reuniões mais produtivas e os resultados mais próximos de serem atingidos. Nem sempre esse “algo mais” é reconhecido como um talento, nem sempre ele gera uma progressão salarial, mas você pode expandir seu olhar e começar a perceber e até qualificar as entregas concretas, os resultados significativos que alguns profissionais levam para sua organização.

É importante que ao lidar com sua equipe, você passe a observar quem são os profissionais regulares, os especiais, os raros, os deslizantes (aqueles que na hora do trabalho, sempre estão ausentes física ou emocionalmente) e possa, inclusive, alinhar as pessoas certas aos trabalhos certos, ou seja, oferecer as tarefas ou missões adequadas ao estilo profissional de cada membro da equipe e, consequentemente, busque aos poucos criar um time de gigantes.

Hoje em dia são várias as ferramentas de gestão de equipes que ajudam os colaboradores desenvolverem competências técnicas e habilidades interpessoais. Assumindo a implementação de programas sob medida às necessidades da empresa, toda a cultura organizacional pode ser desenvolvida trazendo melhores resultados e elevação de produtividade.

O coaching é uma ferramenta eficaz de liderança e trabalho de equipe, mas você pode utilizar também outras metodologias modernas. O que não é aceitável é que diante de tanta oferta de produtos, você continue atuando sozinho a partir de estratégias obsoletas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *