Como anda sua conexão?

Hoje em dia, a palavra conexão é bastante utilizada. Seu uso refere-se, principalmente, à Internet. Minha provocação, no entanto, não é saber se o wi-fi está funcionando, mas como anda sua conexão consigo próprio. A boa conexão com as pessoas depende do investimento em si mesmo. Investimento esse que independe de recursos financeiros, mas de um olhar para dentro de si.

Você observa seu corpo e percebe suas áreas frágeis? Nota quando está mais estressado ou quando se sente livre e feliz? Reconhece suas metas e busca vencer seus desafios?

Enquanto é cada vez mais fácil conseguir melhores conexões tecnológicas, para conectar-se consigo mesmo não tem tantas receitas. Ainda assim, podemos refletir juntos sobre algumas opções:

1) Viva em uma atmosfera amorosa. Se você não a possui, crie esse ambiente para você.
2) Conecte-se com seus amigos e familiares.
3) Escolha a alegria, embora a tristeza possa bater várias vezes em sua porta.
4) “Mente quieta e espinha ereta”, como diz a música do Walter Franco. Cuide da sua saúde física, mental, emocional e espiritual.
5) Pense fora da caixa. Às vezes, a solução do seu problema não está em pensar exaustivamente sobre seu problema, mas em achar novas maneiras para solucioná-lo. Seja criativo!
6) Aproxime-se da natureza. Dê uma caminhada em um parque, contemple um lago, observe as ondas do mar.
7) Viva de forma coerente com seu propósito e valores.

Acima apresentei sete dicas. Você pode experimentá-las, uma por dia, até que se tornem rotina para você. Você, também, pode sugerir outras.

Vamos construir juntos uma nova conexão?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *