Choque cultural: uma experiência transformadora

O filme “The Ramen Girl” (com título em português “O Sabor de uma Paixão”), dirigido por Robert Allan Ackerman, aborda, a partir de um enredo simples, questões complexas como o choque cultural vivenciado por uma americana depois de se mudar para Tóquio. Já fragilizada pelo fracasso de uma relação sentimental, ao tentar se adaptar ao novo contexto de vida, Abby, a protagonista da história, enfrenta vários desafios e experiências transformadoras, mas, armada de grande determinação e persistência, consegue superar toda dificuldade.

Apesar de já ser esperado que, quanto maior a diferença entre a cultura do país de origem e aquela do país do destino se tornará mais difícil o ajuste e adaptação, muitas vezes os viajantes se sentem despreparados, fragilizados e fracassam em sua tentativa de viver em outro país.

Por exemplo, várias pesquisas indicam que brasileiros de origem japonesa, uma vez no Japão, enfrentam dificuldades e se percebem altamente diferentes dos japoneses quando vivem a experiência da expatriação. Os próprios japoneses que moram por longo período no exterior, ao retornarem ao seu país, percebem a si mesmos com novas crenças e valores. Não é difícil, então, imaginar o impacto cultural entre americanos e japoneses, assim como apresentado no filme, o que não impede que exista curiosidade, interesse e até algumas afinidades entre os dois povos.

É interessante notar, inclusive, que, apesar das diferenças interculturais, muitas pessoas se sentem verdadeiramente seduzidas pela possibilidade de viver no exterior. Algumas não são exigentes quanto ao novo destino, contentam-se em ir, visitar novos lugares, experimentar novos sabores e compartilhar suas experiências.

Por meio do coaching transcultural – metodologia que desenvolvi a partir da minha própria vivência no exterior, estudos e pesquisas – apoiei várias pessoas que vivenciaram situações de choque cultural em minimizar os impactos negativos da mudança, transformando a si mesmas nas pessoas que queriam se tornar, apropriando-se de novos modos de pensar e viver.

Assista o trailer a seguir, que mostra algumas situações vivenciadas pela americana Abby ao empreender novas experiências de vida no Japão. Em seguida, reflita sobre as questões apresentadas abaixo.

Qual é sua motivação para viver no exterior? Já teve alguma experiência desse tipo? Que situação encontrou lá? O que mais te seduziu? Que situação encontrou quando retornou? Qual a sua visão sobre pessoas de outras culturas? Qual é a visão de pessoas de outras culturas sobre você? Como era o seu trabalho lá? Você já sentiu algum tipo de choque cultural? Como lidou com suas emoções?

2 comentários sobre “Choque cultural: uma experiência transformadora

  • Oi,

    Cheguei à sua página porque procurava um filme que mostrava um choque cultural entre uma americana e um japonês, aí as palavras chave me levaram à página. Só que no filme que procuro, é o japonês que vai aos EUA, porque já está velho e precisa morar com o filho que se mudou para os EUA e casou com a americana. Como o filho do japonês passa o dia inteiro fora, ele convive com a nora e o neto, que ficam em casa. Já procurei bastante na internet, mas não consegui encontrar o nome desse filme. Você conhece? Se eu soubesse o nome eu recomendaria (já assisti há muito tempo atrás).

    • Guilherme, pela sua descrição, creio que ainda não assisti esse filme. Tem ainda o “Fábrica de Loucuras” (=Gung Ho) que aborda choque cultural em uma fábrica. Caso você se recorde do nome do filme, vou gostar de seguir sua recomendação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *