J.K.Rowling: de uma vida de sombras para um futuro mágico.

A inglesa Joanne Rowling era uma menina que sabia exatamente o que queria “ser quando crescesse.” Gostava de ler e de escrever, afinal seu sonho era ser uma escritora. Exigente consigo mesma, não gostava de compartilhar seus textos nem com as pessoas mais íntimas, enquanto suas histórias não ganhassem “vida”.

Ainda que Joanne fosse decidida e muito perseverante, sua jornada para o sucesso lhe exigiu atuar em áreas distantes de suas reais expectativas e passar longos períodos desempregada. Na esfera pessoal, os desafios também eram inúmeros. Apesar do seu esforço contínuo, a sorte não lhe sorria com facilidade. Sofreu bullying na escola, perdeu a mãe na juventude e seu primeiro casamento com o português Jorge Arantes foi um verdadeiro fracasso. Nem mesmo a gravidez e a chegada da filha reduziu a agressividade do seu primeiro marido.

A vida da criadora de Harry Potter foi cheia de elevados contrastes. Joanne procurou por anos a inspiração que estava ali na sua própria biografia: nas suas brincadeiras de infância, em seus amigos do colégio e na sua rotina simples. O seu primeiro livro demorou cinco anos para ficar pronto, as tentativas de publicação em várias editoras resultaram em desilusão, no entanto quando a casa editorial Bloomsbury publicou a obra, o sucesso foi instantâneo e o reconhecimento por seu trabalho foi universal. Sem contar que, embora livros infantis, normalmente, não consigam ser muito lucrativos, suas obras lhe renderam muitos dividendos e viraram alvo até mesmo da indústria cinematográfica. Ela, que chegou a receber auxílio financeiro do governo escocês, passou a doar parte do seu lucro para crianças carentes.

A história de vida da autora é quase tão fascinante quanto a de Harry Potter e se o bruxinho fosse real até poderíamos imaginar que seu estrondoso sucesso foi uma de suas mágicas.

Para conhecer mais sobre sua trajetória, visite o site J.K.Rowling e assista o filme “Magia Além das Palavras”, de Paul A. Kaufman, logo abaixo, na íntegra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *