O que fazer antes de sair de um emprego?

Novo empregoApesar da crise, o que se vê é que várias empresas estão demitindo, mas muitas outras estão contratando. A tendência é se buscar pessoas já treinadas, perceptivas, dinâmicas, ágeis e comprometidas.

Se você está trabalhando e demonstra essa postura pode até ser “selecionado”, enquanto realiza uma apresentação ou apresenta soluções inovadoras em uma reunião de negócios. De todo modo, se suas competências forem percebidas e você for fisgado por uma nova oportunidade, fique atento para não comprometer sua imagem no emprego atual.

Deixo aqui sete dicas:

  1. Atente-se ao contrato. Às vezes no ímpeto de conseguir um trabalho, os profissionais se esquecem de ler os termos da rescisão contratual.
  2. Não é hora de soltar os cachorros e falar tudo que ficou engasgado na garganta, seja para seu chefe, colega ou subordinado. O momento exige profissionalismo. Certamente foi possível aprender algo com a empresa ou com o seu superior hierárquico. Ressalte os aspectos positivos dessa convivência.
  3. Seu chefe pode desejar te propor a permanência no emprego. Antes da conversa, avalie:“existe algo que faria você ficar?” Caso contrário, informe-o à respeito de suas motivações, por exemplo: “Gostaria de ter oportunidade de liderar um time”; “Essa empresa irá me apoiar na realização de um MBA”; “É uma oportunidade internacional que não gostaria de perder”. Você não precisa, também, apresentar todos os detalhes e ressaltar aquilo que te incomoda na empresa. Se você já tentou negociar por maiores benefícios, flexibilidade de horário ou maior autonomia, a instituição conhece essas outras (des)motivações.
  4. Dê opções para a empresa que facilitem a transição. Se seu trabalho era importante, o seu superior vai precisar de tempo para identificar um substituto e prepará-lo para as tarefas. Pense em como você pode ser correto e solidário, sem se prejudicar no próximo emprego. Combine um tempo para finalizar seus trabalhos urgentes e disponha-se para contribuir, ainda que à distância, para tirar dúvidas do novo contratado.
  5. Seja discreto. Não comente com colegas sobre sua saída. Deixe essa tarefa para o seu superior. Se tiver uma equipe, combine com seu chefe qual seria o melhor momento para informá-los.
  6. Organize-se. Separe seu material pessoal e leve para casa gradualmente. Aquilo que for da empresa ou relativo ao trabalho que desenvolveu, deixe identificado e sistematizado, de forma simples, para que outros consigam manter o fluxo de suas atividades. Alguns querem parecer imprescindíveis, mas esteja certo seus sucessores vão reconhecer seu cuidado com os projetos em execução, com os colegas e clientes.
  7. Crie uma boa atmosfera para dar a notícia ao seu empregador ou chefe imediato. Fale em um horário no qual ambos estiverem relaxados. Para quem trabalha em espaços abertos, escolher a sexta-feira ou o fim do expediente pode ser uma boa estratégia. Assim você poupa a si mesmo e ao seu chefe de ficarem se olhando em um momento em que podem estar chateados. Se a relação entre os dois for de franca amizade, a notícia pode ser dada no horário de almoço ou no happy hour. Agende e garanta que quer conversar privadamente. Se o ambiente for bastante formal, o início da manhã também é um bom momento, quando o superior ainda não está muito cansado das atividades do dia. O que mais importa é que o tom dado à conversa seja de gratidão e parceria, afinal ambos desejam a mesma coisa.

Sucesso na sua saída do trabalho e sucesso em seus novos projetos!

Gostou das dicas? Comente. Compartilhe. Se estiver muito ansioso e achar importante se preparar melhor, pense no coaching. Pode ser uma boa opção.  

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *