O que os bons profissionais querem de seus chefes?

Tenho escutado vários relatos de profissionais que, embora atuem de forma autônoma em seus trabalhos, gostam de poder contar com o direcionamento da chefia, sempre que necessário. No entanto, ao buscarem orientação queixam-se por encontrarem um estilo autoritário ou laissez-faire.

A sensação de estar trabalhando sem um propósito compartilhado gera incômodo e desmotivação, entre vários dos meus coachees. Segundo eles, a situação se agrava porque os próprios chefes também não recebem uma direção clara de seus superiores, fazendo com que o sentimento de frustração, nesse aspecto, ocorra em cascata.

Cada vez mais, executivos atentos às necessidades de sua equipe, buscam no coaching não uma nova carreira, mas a oportunidade para rever a si mesmo, questionar suas próprias ações e buscar habilidades para elevar tanto o seu desempenho e satisfação como para ampliar os ganhos do time.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *